Publicado em Livros

Turista Literário – Agosto 2016

A mala do Turista desse mês de agosto veio LACRADORA! Uma das minhas favoritas até então!

Itens:

  • Uma ecobag linda com o desenho do Kell, as 4 Londres e a frase “As Travars”, que o Kell usa pra viajar pelos mundos.
  • Um vidrinho com a água do Atol – o Atol é o rio Tâmisa da Londres Vermelha e tem cheiro de rosas!
  • Chás ingleses com um quadrinho de “Keep Calm and Drink Tea”.
  • Livro: Um tom mais escuro de magia.

A viagem deste mês foi pra Londres, mais especificamente 4 Londres diferentes! O livro foi “Um tom mais escuro de magia” da escritora V.E. Schwab. E o que falar desse livro que só de ler a orelha já considerei pacas?

Sinopse:

Um universo de aventuras audaciosas, poder e múltiplas cidades de Londres

Kell é um dos últimos Viajantes — magos com uma habilidade rara e cobiçada de viajar entre universos paralelos conectados por uma cidade mágica. Existe a Londres Cinza, suja e enfadonha, sem magia alguma e com um rei louco — George III. A Londres Vermelha, onde vida e magia são reverenciadas, e onde Kell foi criado ao lado de Rhy Maresh, o boêmio herdeiro de um império próspero. A Londres Branca: um lugar onde se luta para controlar a magia, e onde a magia reage, drenando a cidade até os ossos. E era uma vez… a Londres Negra. Mas ninguém mais fala sobre ela. Oficialmente, Kell é o Viajante Vermelho, embaixador do império Maresh, encarregado das correspondências mensais entre a realeza de cada Londres. Extra-oficialmente, Kell é um contrabandista, atendendo pessoas dispostas a pagar por mínimos vislumbres de um mundo que nunca verão. É um hobby desafiador com consequências perigosas que Kell agora conhecerá de perto. Fugindo para a Londres Cinza, Kell esbarra com Delilah Bard, uma ladra com grandes aspirações. Primeiro ela o assalta, depois o salva de um inimigo mortal e finalmente obriga Kell a levá-la para outro mundo a fim de experimentar uma aventura de verdade. Magia perigosa está à solta e a traição espreita em cada esquina. Para salvar todos os mundos, Kell e Lila primeiro precisam permanecer vivos.

Só de ver que o livro é de fantasia já ganhou vários pontos comigo! De uns tempos pra cá cheguei à conclusão de que literatura fantástica é meu estilo favorito, seguido por ficção científica (talvez)… Mas voltando ao livro…

De cara já amei o Kell. O fato dele ser o personagem principal e não ficar de mimimi e nem se achando (e ele tem motivos pra se achar) já quebrou meu preconceito com os principais! Normalmente o clichê de uma personagem principal é que ela é muito sofrida, muito valente, a invencível, a humilde ou tudo junto. No caso dele, é tudo isso na medida certa, nada exagerado! E quando digo que ele tem motivos pra se achar é porque ele é um dos últimos magos mais poderosos que existem, além de pertencer à família real.

Já que falei de família real, preciso falar sobre o Rhy! Que coisa maravilhosa esse príncipe! Aquele típico personagem que causa e que pega todo mundo (MESMO)! Pena que ele aparece tão pouco na história… Confesso que shippei horrores ele com o Kell… #mejulguem

Deixando de lado os meus personagens favoritos, vamos falar da história. O universo das 4 Londres é muito bom! Inclusive eu morri de curiosidade pra saber mais sobre elas, principalmente a Preta, que é a grande incógnita! Além disso, tem todo um mistério envolvendo a história do Kell, o que também me deixou curiosíssima!

Conforme a trama vai se formando e a história vai se desenrolando, algumas perguntas são respondidas e outras vão aparecendo! A história prende de tal forma que quando pegava o livro pra ler, mais de 50 páginas iam de uma vez só!

 Agora falando das partes que não curti muito. A primeira foi a Lila. Achei ela muito fraca e um tanto previsível. Ela é exatamente aquilo tudo que falei sobre personagem principal, mas acrescenta a parte em que achei ela bem burrinha… Esperava muito mais! Acho que até tentam fazer um romance entre ela e o Kell, mas nossa… tão nada a ver…

Os vilões também achei um pouco clichê. São legais sim e até gostei deles, mas a motivação foi mais do que previsível. Agora, o Holland… Completamente mal aproveitado! Queria ter visto muito mais sobre ele! Achei que ele foi até trivial na história…

Certo, aí eu terminei o livro e fiquei com 78468274584375 perguntas na cabeça. OMG! Será que vai ter continuação? Preciso da continuação!

Procurei e sim! É uma trilogia! Thank God!

61556765

Na verdade, não sei será realmente uma trilogia. A série se chama Shades of Magic e nos EUA lançou este primeiro livro, A Darker Shade of Magic, em 2015 e neste ano, A Gathering of Shadows. Já está programado para 2017 o lançamento de A Conjuring of Light. E só até então.

Então, por favor, Grupo Editorial Record, lance logo o próximo. Grata!

I’d rather die on an adventure than live standing still.

Lila Bard

Anúncios

Um comentário em “Turista Literário – Agosto 2016

  1. Pareceu bem legal e deve ter para ebook em inglês ❤ vou procurar. Aquele quadrinho do drink tea é um porta copo? Tipo aquele que tenho?
    Acho que falta também uma ver uma questão psicológica da trama, você não acha? Nesse caso, provavelmente tem algo. Eu estava discutindo sobre Jogos Vorazes ontem com meu irmão e percebi que o livro era ainda melhor do que eu imaginava, por conta da teia psicológica que ele tem.
    Ou então, é só mesmo mais um dos tantos livros de Londres-realidade-paralela, que provavelmente ganhará uma adaptação pro cinema, pois é muito visual. 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s