Publicado em Livros

Turista Literário – Setembro 2016

A mala deste mês foi a minha favorita no quesito itens. Veio alguns incensos (AMO incenso), uma squeeze no tema do livro, uma caixinha linda com sal e um figo doce (doce demais! Não aguentei mais do que uma mordida). Amo esse “tema árabe” e fiquei bastante empolgada com a caixinha e todos os itens.

Bem, quanto ao livro, quem me conhece sabe que foi uma S-A-G-A conseguir terminar de tumblr_n66ilk9n7p1tbhzz6o1_400ler. O maior motivo disso tudo nem foi por que eu não me envolvi na história, mas sim o fato de que, quando cheguei na página 195… VRÁÁÁÁÁ! Tudo em branco!!! Várias páginas em branco, intercalando com a impressão normal!

Veja bem, por mais que eu não estivesse gostando tanto assim do livro, o momento em que a história parou pra mim foi MUITO tenso e, a não ser que eu não goste mesmo da história, eu PRECISO terminar de ler o que eu comecei!

Nem preciso dizer que dei uma surtada e xinguei horrores (internamente) a Intrinseca. Enviei um email pra eles e me responderam pedindo para ARRANCAR a capa do meu livro e mandar para a editora, que me mandariam outro em seguida.

Moço… Não se pede para uma pessoa que nem eu simplesmente AR-RAN-CAR a capa de um livro!!!!omg_zpsfd54e805

Depois de ficar bem chocada durante algum tempo e tentando processar o que eles tinham me mandado fazer, resolvi falar com as meninas do Turista e (após um momento de choque da parte delas também) decidi deixar que elas resolvessem. Todos achamos absurda a ideia de mutilar o livro. No final, entre mortos e feridos, todos os livros se salvaram, eu recebi uma nova edição e pude terminar de ler.

Antes de começar a falar, vamos colocar a sinopse da Intrinseca:

milnoitesg

Clássico da literatura universal, as histórias de As mil e uma noites estão no imaginário de todos – do Oriente ao Ocidente. É impossível que alguém nunca tenha ouvido falar sobre Ali Babá e seus quarenta ladrões, ou sobre Aladim e o gênio da lâmpada. Ou sobre Sherazade, a mulher sagaz e inteligente que se casou com um homem cruel, e, por mil e uma noites, driblou a morte narrando contos de amor e ódio, medo e paixão, capazes de dobrar até mesmo um rei. Em As mil noites, a história se repete, mas com algumas diferenças…

Quando Lo-Melkhiin chega àquela aldeia – após ter matado trezentas noivas -, a garota sabe que o rei desejará desposar a menina mais bela: sua irmã. Desesperada para salvar a irmã da morte certa, ela faz de tudo para ser levada para o palácio em seu lugar. A corte de Lo-Melkhiin é um local perigoso e cheio de beleza: intricadas estátuas com olhos assombrados habitam os jardins e fios da mais fina seda são usados para tecer vestidos elegantes. Mas a morte está à espreita, e ela olha para tudo como se fosse a última vez. Porém, uma estranha magia parece fluir entre a garota e o rei, e noite após noite Lo-Melkhiin vai até seu quarto para ouvir suas histórias; e dia após dia, ela continua viva.

Encontrando poder nas histórias que conta todas as noites, suas palavras parecem ganhar vida própria. Coisas pequenas, a princípio: um vestido de seu lar, uma visão de sua irmã. Logo, ela sonha com uma magia muito mais terrível, poderosa o suficiente para salvar um rei…

Preciso comentar que a edição do livro está MARAVILHOSA! A capa é linda, cheia de detalhes em dourado e, internamente, cada início de capítudo é decorado. Além disso, uma letra que lembra a escrita árabe é usada para as palavras estrangeiras. Edição muito linda mesmo! Estão de parabéns!!

Agora vamos falar sobre a história… Quando vi a Mayra comentar sobre esse livro em um dos vídeos dela do All About That Book, eu não me animei muito. Quando li as dicas, suspeitei que seria esse livro e não me enganei quando ele chegou.

Sabendo que era uma releitura das Mil e Uma Noites, tentei me desapegar da história (não li o livro, mas tenho uma ideia) e me concentrar no que era de novo. A pegada desse reconto é muito mais fantasioso do que a história original. Nada contra, pelo contrário, adoro fantasia, mas não sei porque não me conquistou…

A parte interessante é que eu consegui conhecer vários costumes do povo do deserto que eram novos pra mim. E o mais curioso… Pouquíssimos nomes são citados da história. Além do Lo-Melkhiin e algumas poucas pessoas do qasar, mais nenhum nome é citado, nem o da própria personagem principal. As pessoas são citadas como “minha mãe”, “minha irmã”, “a senhora da hena”, “a costureira” e por aí vai. Parece realmente alguém te contando uma história pessoal.

Eu recomendo o livro pra quem gosta desse tipo de história. Achei mediano, uma narrativa que não me prendeu, mas a história em si é bem legal. Uma das coisas que podem ter me atrapalhado na leitura, além de ter sido obrigada a parar por causa do defeito do livro, foi que no tempo em que fiquei esperando comecei a ler Amante Liberto, que tem uma vibe TOTALMENTE diferente. Quando o livro novo chegou, parei o Amante pra terminar esse.

Agora, como sempre, estou ansiosa aguardando a próxima mala e, desta vez, não tenho ideia de qual livro virá! Espero que seja algo relacionado a Halloween! ❤ ❤ ❤

Bons homens sucumbem a monstros todos os dias. Homens inteligentes se deixam enganar por seu próprio orgulho ou por belas palavras.

As Mil Noites

Anúncios

2 comentários em “Turista Literário – Setembro 2016

  1. Tem una historia IDENTICA, mas de um mahnwa Yaoi em que o rapaz se veste de mulher para enganar o rei e bom… A historia tem a maior trama politica e tal. Fora que o enredo parece uma fanfic e o seu pouco entusiasmo me deixa ate triste pq as mil e uma noites são lindas. Um dos meus sonhos literários é ter uma edição capa dura das mil e uma noites traduzido direto do arabe.

    Tomara que seja algo relacionado a Helloween. To ansiosa tb xD

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s