Publicado em Livros

O Casamento da Princesa

Nostalgia. Não há outra palavra para descrever esse livro.

Não faço ideia de quando foi que li o Princesa Para Sempre, último livro da série O Diário da Princesa da autora americana Meg Cabot, só sei que faz anos! Muitos anos (talvez uns 10)!

O Diário da Princesa foi uma das primeiras séries que me apaixonei na adolescência e me remete a momentos muito bons. Junto com Harry Potter, está entre as minhas séries favoritas da vida, então imagine como eu fiquei quando descobri que depois de anos minha querida Meg resolveu lançar mais um livro da série!wp-1475556875576.gif

Acredito que praticamente todo mundo já assistiu o filme do Diário da Princesa, com as maravilhosas Anne Hathaway e Julie Andrews. Mas pode parar e esquecer tudo. O filme não tem nada a ver com a história do livro. O livro é muuuuuito mais legal que o filme, principalmente do que o 2 que não tem pé nem cabeça…

A Mia realmente descobre aos 16 anos que é uma princesa, mas não porque o pai dela morreu, e sim porque ele não pode mais ter filhos. E não, a avó dela não é incrível como a Julie Andrews fez. A avó dela é o cão! Sim, O c-ã-o!

Além de tudo isso ser bem diferente, no segundo filme ela termina com o Michael… HERESIA!!!! Eu não sou fã de romance, mas Mia e Michael é um casal maravilhoso que não pode se separar N-U-N-C-A!!!!

9601792_orig

Mas deixando o filme de lado e focando nesse último livro em especial…

O Casamento da Princesa mostra a Mia muito mais adulta (tanto que deixou de ser um livro YA para ser adulto) enfrentando as dificuldades de ser princesa e famosa, tendo que lidar com fãs e paparazzis que não a deixam em paz. Ao mesmo tempo, mostra como estão os outros personagens da história e, principalmente, a evolução do relacionamento dela com o Michael nesses últimos cinco anos (acho eu).

SPOILER ALERT

Gostei muito de ver como a Mia amadureceu nesse tempo. Nos últimos livros, ela estava bem chatinha, como uma perfeita adolescente e suas crises, fazendo merda atrás de merda. É incrível ver como as prioridades dela mudaram e ela está muito mais focada em se utilizar do título de princesa e da fama para realmente fazer coisas boas para o mundo. Não que antes ela se utilizava disso para coisas fúteis, mas ela era muito mais preocupada e focada nela mesma e sua vida amorosa.

O Michael continua sendo aquele cara incrível que todas queremos para nós. A Lily permanece com aquele humor ácido, porém um pouco (bem pouco) mais centrada na vida. Grandmére continua sendo Grandmére, mas senti que dessa vez ela se abriu um pouco mais e mostrou que não é aquela mulher horrível que vimos durante esses 11 livros. Os outros personagens continuam com suas personalidades incríveis e alguns perdem um pouco sua participação na história, mas são sempre mencionados.

Obviamente pelo título, Mia e Michael se casam nesse livro. Esse acontecimento realmente faltava para dar um final digno na história, principalmente acontecendo anos depois, com ambos muito mais maduros e estabelecidos na vida. Foi o timing perfeito, porque não só os personagens amadureceram, como os leitores!

No Skoob e no Goodreads dei 4 estrelas mesmo amando o livro de paixão. Por que? Bem… Lá pro final, Mia descobre que está grávida de gêmeos. Já dá pra descobrir lá pela metade do livro só de ler certos comentários dela e pela quantidade de vezes que eles “brincam de bombeiro” (xD)! Ok, ela está grávida, qual o problema nisso? O problema é que depois de várias estipulações de nomes dos bebês, o que inclui Luke e Leah, simplesmente não ficamos sabendo NADA!!!! O livro acaba exatamente no casamento!

Então, qual foi minha sensação no final: a história que tinha tudo para finalizar ali, simplesmente não me deu sensação de finalizada (coisa que eu já tinha sentido no Princesa para Sempre).

Além disso, fomos apresentados à Olivia, irmã que a Mia não sabia que tinha. Ficamos morrendo de vontade de saber mais sobre ela, porque ela é uma garotinha muito legal. Já vi que foi lançado dois livros extras sobre a Olivia, mas ainda não chegaram ao Brasil e parecem ser bem bobinhos, com uma pegada bem mais infantil.

Vale lembrar que ano passado, a Meg Cabot também lançou um livro para encerrar a série A Mediadora (que já falei aqui no blog sobre ele), que também estava terminada na minha cabeça. Mas diferente de Lembrança (que termina de forma bem parecida), O Casamento da Princesa, não me deixou com a sensação de encerramento.

Sendo assim, Meg Cabot, estou aguardando um próximo livro com a Mia sendo mãe louca de gêmeos. Obrigada.

Ps.: Assim eu termino o 1º dos 3 livros que peguei pra ler no Torneio MLV!

Anúncios

3 comentários em “O Casamento da Princesa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s