Publicado em Livros

O canto mais escuro da floresta

O canto mais escuro da floresta foi o livro do mês de março do Turista Literário e foi escrito por Holly Black, autora das Crônicas de Spiderwick.

Sinopse:

Hazel e seu irmão, Ben, moram em uma cidade onde humanos e fadas convivem. A magia aparentemente inofensiva desses seres atrai turistas de todas as partes, que querem ver de perto as maravilhas do lugar e, principalmente, o garoto de chifres e orelhas pontudas que descansa em um caixão de vidro. Hazel e Ben eram fascinados pelo garoto quando crianças. Mas, à medida que crescem, as histórias e teorias que inventavam perdem o encanto. Eles sabem que o garoto de chifres nunca acordará…. Até que um dia ele acorda. Agora, os irmãos precisam se tornar os heróis que fingiam ser em suas brincadeiras e desvendar os mistérios que envolvem aquele príncipe com chifres.

A primeira coisa que eu preciso elogiar é a capa! Que capa o_canto_mais_escuro_da_florest_1487789400657268sk1487789400blinda!!!! Foi uma escolha de muito bom gosto da editora Galera.

Quanto à história, confesso que quando li a sinopse achei que fosse algo um tanto infantil, porém quando comecei a ler vi que não era nada disso.

Umas das coisas que mais gostei no livro foi a parte que fala do folclore e das lendas das fadas. Amei! Adoro histórias com fadas e elfos e a mistura de lendas que ela faz é muito legal.

Outra coisa que gostei bastante foi a relação entre os irmãos. A forma de como foram criados juntos e a história que eles possuem é muito legal. Porém, apesar de ter adorado o Ben, não gostei muito da Hazel, que acaba por ser a personagem principal. Não consegui me envolver com ela, nem entender muito bem as motivações dela.

Eu estava adorando a leitura até a metade do livro, mais ou menos, que é quando o garoto de chifres acorda. Depois disso, senti que a história se perdeu bastante. Não sei se foi questão de tradução, mas senti falta de uma revisão de texto e achei certas cenas extremamente confusas. Volta e meia eu me perdia no meio da narrativa e tinha que voltar a ver pra ver se pulei alguma coisa, mas não, estava confuso mesmo.

Pelo que eu havia entendido, a história central era descobrir porquê o menino de chifres acordou e porquê todas as coisas ruins estavam acontecendo, mas senti que uma boa parte se focou no relacionamento da Hazel e do Jack (que por acaso não me convenceu) e em outros assuntos relacionados à própria Hazel do que os problemas em si. Também achei o final fraco. Ela tentou fazer um plot twist, mas achei extremamente conveniente…

Foi muito difícil dar uma nota pra esse livro, porque apesar de tudo eu gostei da leitura, principalmente da parte das fadas. Li algumas resenhas falando que tiveram problemas com a narrativa da autora e acho que pode ter sido este o mesmo problema que eu tive. Pode não ter sido erro de tradução mesmo.

No final, resolvi dar 3,5 estrelas. Se você gosta desse estilo de história, vale a pena dar uma lida!

We love until we do not. For us, love doesn’t fade gradually. It snaps like a branch bent too far.

Severin – O canto mais escuro da floresta

Anúncios

Um comentário em “O canto mais escuro da floresta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s