TAG dos 50%

Vamos fazer mais uma TAG! Viciada em TAGs eu? Imagina…

Bem, essa TAG eu peguei mais uma vez no Livraria em Casa e ela é sobre os destaques das leituras que fiz até agora no ano. Esperei virar julho propositalmente para ficar certinho os 6 meses (sim, tenho TOC).

Antes de começar, a TAG tem mais perguntas do que livros que eu li até agora. Contudo, tenho que dizer que estou extremamente satisfeita comigo mesma! No ano passado eu li 15 livros, sem colocar uma meta, o que já foi muito bom considerando que eu estava estudando. Neste ano, resolvi colocar a meta de 20 livros (somente livros mesmo, nada de quadrinhos no meio) e já li 13!!! Estou realmente empolgada! 

fc6d55df71cc408138e15086f51c55da225f46a3_hq

 

1. O melhor livro que você leu até agora, em 2017.

Dos livros que li até agora, dei 5 estrelas para 5 deles, sendo 2 Harry Potter. Após pensar bastante, vou considerar o livro que mais fiquei na fissura pra ler a continuação. A Rainha de Tearling da Erika Johansen me deixou louca pra saber o que vai acontecer em seguida! O pior é que nem sei quando lança a continuação no Brasil… Fiquei até tentada a comprar em inglês mesmo! Falo mais dele aqui.

2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2017.

Percebi que li poucas continuações até agora (li só 4) e das que eu li, nenhuma foi OMG QUE LIVRO LINDO. Eu vou ficar com O Casamento da Princesa da Meg Cabot. Esse livro parece que encerrou de vez a série (nunca se sabe…), mas eu confesso que não foi tudo aquilo que imaginei. Eu já fiz uma postagem sobre ele aqui.

3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.

Não me lembro se foi no primeiro semestre ou no final do ano passado, mas quero muito ler a continuação da Maldição do Vencedor, no caso, O Crime do Vencedor e O Beijo do Vencedor.

4. O livro mais aguardado do segundo semestre.

Eu nunca sei quais livros vão lançar por aqui, mas um que eu estou esperando muito e espero que lance nesse 2º semestre em português (já que a Rocco não me responde) é Prince Lestat and the Realm of Atlantis da Anne Rice. Estou bem arrependida de não ter comprado ele lá na Irlanda em hardcover… Não comprei porque a minha coleção inteira dela é em português e eu já disse que tenho TOC?

5. O livro que mais te decepcionou esse ano.

Acho que foi O Código da Febre do James Dashner. Esse livro é meio que um spin off de Maze Runner e o que mais me decepcionou foi que eu esperava que tivesse mais revelações… Já falei sobre ele aqui.

Lembrei também de O canto mais escuro da floresta da Holly Black que recebi do Turista Literário. Eu comecei gostando muito dele, mas senti que a história se perdeu no meio… Foi bem triste… Também falei dele aqui.

6. O livro que mais te surpreendeu esse ano.

Eu acho que uma boa surpresa mesmo foi Joyland do Stephen King. Eu fui ler o livro sem muitas expectativas, já que sabia que não era aquele terror clássico dele e mais sobre relacionamentos e tal (tenho muita preguiça de ler sobre relacionamentos). Amei muito o livro, muito mesmo! Mais detalhes aqui.

7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente).

No começo do ano, eu recebi Coração de Aço do Brandon Sanderson pelo Turista Literário e esse foi um dos meus livros favoritos até agora. Desde então eu quero ler TUDO dele! Já coloquei a trilogia Mistborn na minha lista de desejos da Amazon! Falo mais sobre Coração de Aço aqui.

8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente.

Já que é a mais recente, eu estou lendo A Melodia Feroz da Victoria Schwab que recebi também do Turista Literário e estou amando o August. Já quero amar e cuidar dele pra sempre.

9. Seu personagem favorito mais recente.

Depois de muito pensar vou escolher a Kelsea de A Rainha de Tearling. Gostei dela desde as primeiras falas dela!

10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre.

Ainda não chorei com nenhum livro nesse ano, mas um que quase me fez chorar foi o final de Joyland.

11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.

Eu adorei ler quase todos os livros, mas ouvir os audiobooks de Harry Potter e O Senhor dos Anéis realmente é maravilhoso! Fico completamente hipnotizada ouvindo.

Também preciso dizer que ler um novo livro do Diário da Princesa, no caso O Casamento da Princesa, mesmo que não tenha sido tudo isso, também foi uma nostalgia incrível!

12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2015.

Eu não vi nenhuma adaptação de livro que eu tenha lido, mas eu vou colocar aqui a adaptação de um quadrinho, no caso Mulher Maravilha. Eu não tenho muita familiaridade com a história dela, porque não gosto muito dela, mas eu ADOREI o filme! Pelo básico que eu sei, acho que foi muito bem adaptado e até me fez gostar dela.

13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).

Das resenhas que fiz nesse ano, gostei muito de duas delas: O Casamento da Princesa e da saga Maze Runner. Ambas foram especiais porque eu estava terminando duas sagas, uma que li há muitos anos e outra mais recente. O mais legal foi que 9780007525546eu tive que pesquisar algumas coisas pra escrever e aí vem aquela sensação ótima de nostalgia.

14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.

Sem dúvida nenhuma foi a edição comemorativa do Senhor dos Anéis em inglês da Harper Collins. Fiquei 3 meses namorando ela na Saraiva e sem poder comprar por causa do preço, até que veio a promoção do Dia da Mulher e finalmente consegui! É MARAVILHOSA!

15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?

Primeiro eu preciso terminar de ler O Senhor dos Anéis e de ouvir os audiobooks de Harry Potter. Além disso, quero ler Fangirl, começar o meu box de Sherlock Holmes, ler Amante Consagrado e Sandman!

Anúncios

TAG dos Clichês

Apesar de termos aquela birra com clichês todo o livro que a gente pega para ler tem algum clichê. Sendo assim, vamos à TAG dos Clichês que vi no Livraria em Casa!

1. Quem eu escolho? (triângulo amoroso que você achou mais desnecessário)

Eu não consegui pensar em nenhum de primeira, até porque acho bem desnecessário a maioria dos triângulos amorosos, mas esse que o Paulo comentou no vídeo dele é realmente bem bizarro: Abe, Emma e Jacob de O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. BI-ZAR-RO! Se você leu e entendeu a necessidade disso, me explique por favor. Grata.

2. “Soltou o ar que não sabia que estava prendendo” (Última vez que leu a frase)

Eu não tenho a menor ideia de quando eu li essa frase na vida, mas sei que li já algumas vezes. Isso tem cara de mangá shoujo pra mim (os reis dos clichês junto aos doramas). Pensando em livros, isso tem cara de ter aparecido em Crepúsculo.

3. Oi, já te amo! (o instalove mais rápido)

Primeiro pensei em Crepúsculo de novo, mas aí lembrei de Amante Sombrio da série A Irmandade da Adaga Negra, escrita pela J. R. Ward. Eu costumo a evitar insta loves, mas o Wrath e a Beth tem um relacionamento extremamente rápido… Inclusive, este é o livro que menos gosto até agora.

4. Uma bigorna nos ombros (personagem que carrega a culpa do mundo)

Tem vários personagens que poderiam se encaixar aqui. A maioria dos protagonistas acham que carregam o mundo nas costas, mas o primeiro que me vem à cabeça é a Clary da série Os Instrumentos Mortais escrita pela Cassandra Clare. Puta que pariu que garota chata! Tudo ela acha que é culpa dela ou sobre ela…. Insuportável!

5. Complexo do melhor amigo (aquele que sempre se apaixona por ou é a paixão do personagem principal)

Esta aqui também vou dar a mesma resposta do Paulo: Simon de Instrumentos Mortais. Ele se encaixa tão bem aqui porque além de ser aquele chichêzão do cara ser totalmente apaixonado pela melhor amiga e ela não fazer ideia, ele meio que insiste nisso durante quase todos os livros. Pelo amor de Deus! Sai dessa colega!!!

6. O intelectual (personagem super inteligente que lhe fez sentir estúpido)

Um personagem inteligente que sempre me faz sentir estúpida é o Sherlock Holmes. A capacidade dele de observação de detalhes e de dedução é tão absurda que deixa qualquer um se sentindo um completo idiota!

7. Casal silêncio (falta de comunicação entre personagens)

Se tem um casal que eu passei raiva por causa disso, na verdade são dois casais: Tris e Quatro da série Divergente da Veronica Roth e Mia e Michael da série do Diário da Princesa da Meg Cabot. Em ambos os casos, eles criam problemas imensos por coisas que facilmente davam para ser conversadas e resolvidas. Sempre eles resolvem tomar decisões sozinhos e dá merda. Eu queria morrer pensando “conta looooogo”!

8. O poderoso chefão (personagens jovens com cargos altos demais)

Esse tipo de personagem é o mais clichê dos doramas, mas uma vez que não tenho saco pra romance, é difícil que eu leia livros que tenha um personagem assim. Além do óbvio Christian Grey de 50 Tons de Cinza, só consigo lembrar do Michael de O Diário da Princesa, que com o desenrolar da história acaba abrindo uma empresa milionária com uma idade de 20 e poucos anos. 

9. O engraçadinho chato (personagens escritos com a intenção de serem legais, mas só irritam)

Aqui eu não consigo escolher um personagem, mas posso colocar a maioria dos personagens de Instrumentos Mortais. A Cassandra Clare tenta fazer tanta piada nos livros que chega uma hora que cansa! Tem hora que a piada é tão forçada, principalmente em momentos que não precisa de piada! As únicas piadas que gosto são do Magnus e algumas do Simon.

10. Personagem principal coadjuvante (quando o livro é todo sobre o interesse romântico)

Quem ler vai querer me apedrejar e dizer que não é isso e que tem muito mais história política de fundo, mas eu preciso dizer que pra mim pareceu que os dois últimos livros de Jogos Vorazes foram inteiramente sobre o Peeta. O livro todo do Em Chamas foi “como manter o Peeta vivo” e A Esperança foi “como salvar o Peeta e fazer ele recobrar a sanidade”. Isso estragou grande parte da história pra mim. Sério.

11. Leitor do contra (clichê que você ama e não se cansa de ler)

Eu acredito que isso seja um clichê e confesso que amo! Sabe aqueles livros que você vai lendo sabendo que vai ter um plot twist no final e você vai descobrir que tudo que você achava que era verdade, na verdade não era? Amo plot twist que me surpreende, mas aqueles que realmente são embasados em fatos na história e não aqueles que são extremamente convenientes.

Publicado em Livros

O Casamento da Princesa

Nostalgia. Não há outra palavra para descrever esse livro.

Não faço ideia de quando foi que li o Princesa Para Sempre, último livro da série O Diário da Princesa da autora americana Meg Cabot, só sei que faz anos! Muitos anos (talvez uns 10)!

O Diário da Princesa foi uma das primeiras séries que me apaixonei na adolescência e me remete a momentos muito bons. Junto com Harry Potter, está entre as minhas séries favoritas da vida, então imagine como eu fiquei quando descobri que depois de anos minha querida Meg resolveu lançar mais um livro da série!wp-1475556875576.gif

Acredito que praticamente todo mundo já assistiu o filme do Diário da Princesa, com as maravilhosas Anne Hathaway e Julie Andrews. Mas pode parar e esquecer tudo. O filme não tem nada a ver com a história do livro. O livro é muuuuuito mais legal que o filme, principalmente do que o 2 que não tem pé nem cabeça…

Continuar lendo “O Casamento da Princesa”

Publicado em Livros

Torneio MLV – Maratona Literária de Verão 2017

Este ano, em plenas férias, me deparo com essa coisa linda chamada Maratona Literária de Verão!

A Maratona Literária de Verão 2017, ou TORNEIO MLV, acontece dos dias 7 a 21 de Janeiro e tem como objetivo fazer vocês lerem o máximo de livros que conseguirem no período de duas semanas. Porém, dessa vez, vocês serão divididos em duas equipes: CRUCIO e IMPERIO.

Desafios:

  1. Um livro que você prometeu ler em 2016 e ainda não leu;
  2. Um livro indicado por um dos canais organizadores da maratona;
  3. Um livro com um protagonista LGBT;
  4. Um livro que você está enrolando pra ler, pois a capa não te atrai;
  5. Um livro que você pagou barato ou comprou em uma promoção;
  6. Um livro com apenas uma palavra no título.

Olhei tudo isso e fiquei mega empolgada, exceto pelo fato de que vou viajar exatamente nessa data… Quase desisti de participar por isso, mas, de última hora, resolvi participar e em vez de fazer os seis desafios (que eu sei que será impossível), farei apenas três: 

Continuar lendo “Torneio MLV – Maratona Literária de Verão 2017”

Retrospectiva 2016

Estou muito satisfeita com o meu desempenho literário neste ano. De acordo com o Skoob, eu li 44 livros e quadrinhos. Mais especificamente, 15 livros no ano. Isso é muito bom, considerando que nos anos anteriores eu li uma média de 5 livros no ano, sendo o mais próximo disso 11 livros que li em 2014.

Leituras de 2016:

  1. Convergente – Veronica Roth
  2. Uma dose mortal – Agatha Christie
  3. O Festim dos Corvos – George R. R. Martin
  4. A Dança dos Dragões – George R. R. Martin
  5. Príncipe Lestat – Anne Rice
  6. A Maldição do Vencedor – Marie Rutkoski
  7. O Orfanato da Srª. Peregrine para Crianças Peculiares – Ransom Riggs
  8. Em Algum Lugar nas Estrelas – Clare Vanderpool
  9. O Pedido – Meg Cabot
  10. Um Tom Mais Escuro de Magia – V. E. Schwab
  11. Lembrança – Meg Cabot
  12. As Mil Noites – E. J. Johnston
  13. Amante Liberto – J. R. Ward
  14. Lobo por Lobo – Ryan Graudin
  15. Harry Potter e a Criança Amaldiçoada – Jack Thorne & John Tiffany

Esses foram os livros, não estou contando quadrinhos. Foi um ano bem produtivo. Terminei três séries: Divergente, A Mediadora e Harry Potter.

Coloquei duas séries em dia: As Crônicas de Gelo e Fogo e As Crônicas Vampirescas.

E claro, pra me fuder, comecei três séries: A Trilogia do Vencedor, O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares e Lobo por Lobo.

Dos 15 livros que eu li, 11 foram a partir de julho. Fiquei muito empolgada em perceber que, após assinar o Turista Literário, minha quantidade de livros lidos aumentou vertiginosamente! Eu achava que eu iria abandonar os livros que tinha em casa, mas aconteceu exatamente o oposto! ❤

Falando em quadrinhos e mangás, fiquei muito feliz de ter terminado Yu Yu Hakusho depois de anos! Em compensação, minha leitura caiu MUITO! Estou cheia de mangá e quadrinho acumulados em casa que PRECISO colocar em dia.

Conclusão: 2016 foi um ótimo ano literário! ❤

Publicado em Livros

Lembrança – A Mediadora

Outro dia eu fiz uma postagem aqui falando sobre essa série. Fiquei em total êxtase ao saber que após 15 anos a MARAVILHOSA Meg Cabot lançaria mais um livro.

Obviamente, junto a esse frenesi também veio o medo. O final da série já tinha sido excelente, então será que ela ia conseguir fazer outro livro à altura?

Viado! QUE LIVRO LINDO!!!! O livro não só foi tão bom quanto os anteriores, como superou todas as minhas possíveis expectativas!

O livro foca em duas histórias:

  • Um espírito vingativo de uma menininha (que dá medo);
  • A volta de Paul Slater com uma intriga.

Continuar lendo “Lembrança – A Mediadora”

Publicado em Livros

Precisamos falar sobre A Mediadora

Recentemente um vício de adolescência retornou: a série “A Mediadora” da Meg Cabot.

Nem me lembro exatamente quando comecei a ler essa série… Meus livros são antigos e têm as capas que coloquei na imagem acima. Só lembro que estava na adolescência e todos os livros já haviam sido lançados no Brasil (eu acho).

Descobri essa série enquanto lia a série do “Diário da Princesa” e assim que comecei a ler, viciei. A série inicial possui 6 livros:

  • A Terra das Sombras
  • O Arcano Nove
  • Reunião
  • A Hora Mais Sombria
  • Assombrado
  • Crepúsculo

Continuar lendo “Precisamos falar sobre A Mediadora”